Tributo a Florbela Espanca

A poetisa Florbela Espanca nasceu no Alentejo, em Vila Viçosa, a 8 de Dezembro de 1894 e morreu, em Matosinhos, a 8 de Dezembro de 1930, após uma curta e conturbada vida.

A poesia de Forbela é de uma “imensa intensidade lírica e profundo erotismo. Cultivou exacerbadamente a paixão, com voz marcadamente feminina.” 

 “O sofrimento, a solidão, o desencanto, aliados a imensa ternura e a um desejo de felicidade e plenitude que só poderão ser alcançados no absoluto, no infinito, constituem a temática veiculada pela veemência passional da sua linguagem. Transbordando a convulsão interior da poetisa pela natureza, a paisagem da charneca alentejana está presente em muitas das suas imagens e poemas.” in, www.mulheres-ps20.ipp.pt.   

Poemas de Florbela Espanca

Anúncios

Sobre clube11raizes

Clube de Divulgação e Defesa do Património
Esta entrada foi publicada em Curiosidades, Língua Portuguesa, Património Nacional. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s