ROTEIRO HISTÓRICO-NATURAL: do Paião a Seiça e aos Campos do Mondego

Roteiro Histórico-Natural: Do Paião a Seiça e aos Campos do Mondego

Propomos-lhe um roteiro histórico-natural que pode fazer, em família, por exemplo numa tarde de sábado ou domingo. Repare nas belezas, quer históricas, quer naturais, que tem perto de si. Saia de casa e vá apreciá-las.

Pode começar por sair do Paião e tomar a direcção de Seiça. Nesse pequeno lugar encontrará o imponente Mosteiro de Santa Maria de Seiça , apesar de se encontrar em triste abandono. Veja-o e fotografe-o, sempre pelo exterior, já que a entrada é muito arriscada e não se aconselha.

 

 

Aproveite para observar as oliveiras no cimo das torres e os ninhos pejados de cegonhas, guardiãs aladas do triste Mosteiro de Seiça, que em tempos foi casa de monges, de fé, de estudo e de trabalhos agrícolas, bem como a alta chaminé, a lembrar-nos que a casa de Deus foi também fábrica de descasque de arroz.

Vire à direita e siga até à Capela de Nossa Senhora de Seiça. Aprecie a sua beleza, a sua forma octogonal, rara na Península Ibérica, e relembre as lendas que na região se contam sobre ela, envolvendo o Abade João, de Montemor-o-Velho e do Lorvão e as encarniçadas lutas contra os mouros, que se terão travado por estes lados.

Se trouxe farnel aproveite o parque de merendas e descanse um pouco, se o tempo estiver bom.

Siga para a Telhada, sem esquecer a observação do arvoredo, das plantas e as sempre presentes cegonhas, que lá do alto nos vão observando. Repare que há hoje muito mais, algumas já nem migram, e que foram colocados locais próprios para fazerem os seus ninhos, evitando choques e mortes contra os fios eléctricos.

Tome a direcção do Alqueidão e desça até às termas do Sampaio, próximo da estação da Amieira. Repare no triste abandono a que os tempos as votaram. De lá olhe a A17 e veja, mais à frente, o Alqueidão e a Figueira da Foz, que também dali se avista. Depois baixe os olhos para os campos, agora no Inverno com água e sem arroz, mas cheios de gaivotas, cegonhas, garças brancas e cinzentas, alguns patos, etc.

Suba ao Alqueidão e vire para o lado do rio Mondego. Mais campos de arroz, a capela velha, tristemente também em ruínas. Antes do rio, vire à esquerda e faça uma visita à antiga ponte romana, desconhecida de muitos. Aproveite também para observar as águas do Mondego a descerem rumo à Figueira da Foz.

Fotografe tudo, depois, volte para casa, veja as fotografias em família e tome consciência das bonitas paisagens da sua região e dos vestígios históricos, infelizmente em ruínas, a lembrarem quanto ainda falta fazer para acordar as consciências para a preservação e valorização do Património Local.

Anúncios

Sobre clube11raizes

Clube de Divulgação e Defesa do Património
Esta entrada foi publicada em Património, Património Local, Património Nacional com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a ROTEIRO HISTÓRICO-NATURAL: do Paião a Seiça e aos Campos do Mondego

  1. luisa Timóteo diz:

    Que lindo mesmo. O nosso País é lindo para ficar perfeito, bastava que fossem
    retirados alguns programas da Televisão, que pecam por não mostrar tantas e raras belezas.
    Parabens ao Clube Raízes.
    Até breve

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s