Morte do pianista Bernardo Sassetti deixa a cultura portuguesa mais pobre

Imagem googleBernardo Sassetti, um dos mais talentosos músicos portugueses, desaparece aos 41 anos de idade, a 10 de maio, após queda numa falésia, na praia do Abano, no Guincho, em Cascais, enquanto fazia fotografia.

Nascido a 24 de junho de 1970, em Lisboa, Bernardo Sassetti era sobrinho-neto do compositor Luís de Freitas Branco e bisneto de Sidónio Paes. Era casado com a atriz Beatriz Batarda e tinha duas filhas.

O secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, recebeu esta sexta-feira com «surpresa e choque» a notícia da morte do pianista e compositor Bernardo Sassetti, destacando a obra notável «de uma alma grande».

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) fala em «morte trágica» do compositor e pianista Bernardo Sassetti, encontrado morto na quinta-feira. «Uma perda para a música e toda a cultura portuguesa».

O presidente do Centro Nacional de Cultura (CNC), Guilherme de Oliveira Martins, disse que a morte de Bernardo Sassetti é uma «perda irreparável» no mundo da criação musical portuguesa contemporânea, ouvido pela Lusa.

Fonte: TVi 24

Já falámos de Sassetti aqui.

Anúncios

Sobre clube11raizes

Clube de Divulgação e Defesa do Património
Esta entrada foi publicada em Mais recente, Notícias, Património Nacional com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s