Pedaços de História à nossa volta

DSC00178

Termas da Amieira

Aqui bem perto é possível encontrar “pedaços” do nosso passado, esquecidos, em ruínas…, cada um com uma história, muitas vezes desconhecida por quem com eles convive diariamente. 

Tal como os românticos dos séculos XVIII e XIX, que cultivavam o gosto pela nostalgia da ruína, hoje as nossas ruínas tornaram-se motivo de fotografia, são procuradas por artistas, como fundos fotográficos para casamentos, campanhas publicitárias, ou simplesmente por amantes da fotografia. Na verdade, há que reconhecê-lo, há beleza nas ruínas.

Neste artigo vamos lembrar ruínas “antigas” e ruínas contemporâneas, algumas com um notório valor histórico e patrimonial, outras com valor sobretudo etnográfico, relacionado com a vida e as existências desta região nos séculos passados mais recentes.

Esta beleza moribunda e desprezada, à espera que haja verbas, ideias e vontade de a preservar, dá-nos conta também de algumas particularidades da história desta região. São alguns desses pedaços do nosso passado que aqui mostramos, sobretudo através de fotografias.

DSC05182

Capela das Termas da Amieira

As Termas da Amieira, localizadas no concelho de Soure, praticamente na ligação deste com o concelho da Figueira da Foz, datam do século XIX e chegaram a ser das mais frequentadas do país.

Mosteiro de Seiça  Séc. XII

Mosteiro de Seiça
Séc. XII

A construção original do Mosteiro de Santa Maria de Seiça data do século XII, edificação mandada fazer por D. Afonso Henriques.

Ponte Romana Campos do Alqueidão

Ponte Romana
Campos do Alqueidão

Ponte Romana do Alqueidão, próxima dos Rios Pranto e Mondego. Data da presença romana em Portugal, nos primeiros séculos depois de Cristo. É provável que  fosse maior do que a estrutura que hoje ainda persiste.

Antiga capela de quinta Alqueidão

Antiga capela de quinta
Alqueidão

Capela do século XVII, nos campos do Alqueidão. Ao que parece pertencia a uma quinta.

Posto de recolha de leite (Lavos)

Posto de recolha de leite (Lavos)

Posto de recolha de leite, em Lavos. Também existia um no Outeiro, outro na Marinha das Ondas. Quem tinha vacas leiteiras fazia a entrega do leite nestes locais, em vasilhas. 

Veja, a seguir, outras fotos destes locais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto e fotos: Madalena Canas

Anúncios

Sobre clube11raizes

Clube de Divulgação e Defesa do Património
Esta entrada foi publicada em Mais recente, Património Local com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s